Skip to content

História dos Sistemas de Suporte à Decisão

Outubro 15, 2011

Sendo este o meu primeiro artigo neste Blog, e sendo o mesmo sobre Sistemas de Suporte à Decisão(SDD), para começar nada melhor do que abordar a História dos Sistemas de Suporte à Decisão.

Neste Artigo vou abordar os seguintes tópicos:

  • O que são e para que servem os SDD
  • Razões que fomentaram o aparecimento dos SDD
  • Quem os utiliza
  • Quais as vantagens dos SDD
  • Arquitectura de um SDD
  • História dos SDD
  • Referências

O que são e para que servem os SDD

Um Sistema de Suporte à Decisão (SDD), é um sistema sustentado em computadores que através do cruzamento de informação e modelos específicos, analisam uma grande quantidade de variáveis permitindo assumir determinada posição na resolução de um problema.

Razões que fomentaram o aparecimento dos SDD

    • Organizações cada vez mais competitivas
    • As Organizações sentiram a necessidade de aceder a informações de uma forma eficiente para apoio na tomada de decisão.
    • As Organizações tinham acesso a tecnologia de Software e Hardware para armazenar e ler informação de uma forma eficiente.
    • Oportunidade de armazenar o conhecimento obtido através de experiências em bases de dados de uma forma estruturada.
    • Necessidade do auxílio da tecnologia no processo de tomada de decisão no planeamento estratégico.

Quem os utiliza?

As áreas que tipicamente tiram partido dos SDD para auxiliar a decisão são:

    • Departamentos de Planeamento Estratégico
    • Departamentos de Controlo Gestão
    • Departamentos de Controlo Operacional

Vantagens dos SDD:

    • Possibilidade de manipulação de grandes quantidades de dados
    • Possibilidade de obter informação de diferentes fontes de dados
    • Versatilidade na construção de relatórios.

Arquitectura de um SDD:

História dos Sistemas de Suporte à Decisão

Durante a década de 50, a IBM desenvolveu para as Forças Armadas dos Estados Unidos da América um sistema de detecção de ataques aéreos, tendo sido baptizado com o nome SAGE(Semi-Automatic Ground Environment). Este sistema era formado por um computador central conectado a dispositivos remotos que enviavam dados sobre ataques em tempo real.
SAGE

Estava desenvolvido o primeiro SDD computorizado!

Segundo Ralph H. Sprague (Professor Department of Information Technology Management College of Business Administration University of Hawai’i at Manoa), e Hugh J. Watson (Professor Affiliation Terry College of Business University of Georgia), os SDD surgiram por volta dos anos 70 G. Anthony Gorry (Friedkin Chair of Management and Professor of Computer Science) e Michael Scott Morton (Jay W. Forrester Professor in Computer Science Emeritus Professor Emeritus) (1971) realizado uma comunicação onde se explicava o conceito de como operar sobre domínios semi-estruturados em que as pessoas, e não os sistemas, tomavam decisões existindo no entanto uma interacção entre ambos no que diz respeito às características estruturáveis do problema.

Em meados dos anos 80, com a aderência em massa à utilização de computadores e o acesso a ferramentas de modelação, a essência dos SDD foi modificada consideravelmente. A gradual diminuição de custos do hardware e do software conduziu a que se concebessem condições para que as equipas de Gestão Empresarial usufruíssem de computadores nos seus locais de trabalho e desenvolvessem os seus próprios SDD’s á medida das suas necessidades.

Desta forma e atendendo às necessidades dos Gestores, estes passaram a receber formação dos Departamentos de Informática (DI) para desenvolver os seus próprios SDD em vez de serem os membros do DI a desenvolvê-los. Apesar de ter ocorrido esta mudança os SDD desenvolvidos eram bastante simples, o que rapidamente se demonstraram como sendo insuficientes para dar resposta às necessidades das organizações cada vez mais competitivas.

Em finais dos anos 80, deram início ao estudo dos Sistemas de Suporte à Decisão Organizacional (SSDO) envolvendo apenas um utilizador e o SDD orientado à modelação.

No início dos anos 90, surgiram a partir dos SDD os conceitos de data warehouse e processamento analítico on-line (OLAP). Com a mudança do milénio surgiram novas aplicações baseadas na web.

Ao longo dos últimos anos, a investigação no domínio dos SAD tem-se concentrado mais no desenvolvimento de ferramentas do que propriamente nos métodos.

Referências

Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: